Em dia de clássico entre Flamengo e Botafogo pela semifinal da Copa do Brasil, uma matéria no globoesporte.com relembra uma época onde os clubes se uniram na busca de um objetivo em comum.

No ano de 2005 Flamengo e Botafogo se uniram na missão de ampliar e dividir a administração do estádio Luso-Brasileiro. Na época o Maracanã estava em obras para o Pan-Americano de 2007. João Henrique Areias, então vice-presidente do Flamengo foi procurado pelo presidente do Botafogo, Bebeto de Freitas para fazer a ponte com o presidente do Flamengo Márcio Braga.

João Henrique Areias fala como foi o contato para a união dos dois clubes: O Bebeto ia sempre lá na Portuguesa e chegou a conclusão que dava para fazer um estádio de 25 mil pessoas. Ele me chamou e perguntou se o Márcio toparia, porque o Flamengo sempre tem postura assim, às vezes arrogante com os coirmãos. Sou conselheiro e digo isso porque passei por lá cinco vezes”.

JH Areias relata ainda que o acordo entre Flamengo e Botafogo foi simples e que foi fácil convencer Márcio Braga a se juntar ao alvinegro neste objetivo. O próprio ex-presidente do Fla justifica: “Quem paga nossa conta são nossos rivais Vasco, Fluminense e Botafogo. Eu sempre disse isso”.

A boa relação entre os dois presidentes ajudou para os clubes chegarem em um entendimento. Com isso, João Henrique Areias foi às ruas buscar patrocinadores.

“Tudo sempre foi respeitado. Nem nos clássicos houve problema. Foi um sucesso, principalmente no ponto de vista do negócio, Botafogo e Flamengo não gastaram um tostão para montar o estádio”, contou Bebeto.

Para conferir a matéria completa, acesse o site do globoesporte.com clicando aqui

 

05-b

03